Twitter Facebook

Danza da Choiva


ANO : 2016 PÚBLICO : 3-8

Que aconteceria se de repente deixasse de chover? Não durante um mês, um verão ou um ano, mas para sempre? Esta é a pergunta que coloca a DANÇA DA CHUVA, um espectáculo sem palavras onde convivem o teatro gestual, a dança, a manipulação de objectos e as marionetas. A DANÇA DA CHUVA trata de um tema sério através de uma encenação poética e visual. Os seus efeitos cómicos, plásticos e oníricos advertem e divertem o público familiar e infantil a partir dos 3 anos.

Chove. A água da chuva é recolhida em recipientes de metal espalhados pelo espaço. Ouve-se um galo cantar. Chegam duas personagens. Recolhem verduras da horta e semeiam cereais.


Espantam um bando de pássaros que tenta comer as sementes que acabam de lançar à terra e colocam um espantalho na horta para proteger o cultivo. Ao regar, apercebem-se de que não lhes resta mais água. Aguardam que chova, mas não chove...

O tempo passa e continua sem chover. O lugar está agora seco e deserto.

Dançam uma Dança da Chuva com a esperança de que chova.

Choverá?


Danza da Choiva

Equipe artística


Autoria, Dramaturgia, Cenografia e Encenação María Torres e Gonçalo Guerreiro

Interpretação María Torres e Gonçalo Guerreiro

Desenho de Iluminação Dani Pais

Coreografias Ánxela Blanco

Música Mano Panforreteiro

Figurinos Marcia Edleditsch